21.11.2018
9 minutos de tempo de leitura

Todos os trilhos conduzem para a InnoTrans

A Frauscher relembra uma das participações de sucesso em 16 anos da InnoTrans. Você não passou pelo estande da empresa? Nesse artigo, você lê, ouve e escuta o que você perdeu. 

"Como foi a InnoTrans? Bem, foi a participação mais bem-sucedida em 16 anos!" Christian Pucher, CMO da Frauscher Sensor Technology, depois de passar uma semana na InnoTrans em Berlim volta para sua mesa em St. Marienkirchen. Pilhas de revistas e folhas acumuladas com notas não têm mais lugar. "Tudo é digitalizado", diz sorrindo Pucher. Ficou claro na InnoTrans 2018, que nossa empresa estava à frente nessa área. 

Base para o futuro

Sensores no lado da via:

Com o lema "Discover intelligent sensors. Innovations to simplify railway operations" o líder de tecnologia está alinhado com a ideia da aplicação digital da demonstração: o sistema de sensores no lado da via também desempenha um papel central no futuro do setor ferroviário. "Com base nessa convicção, nós podemos apresentar nesse ano da InnoTrans nosso modelo de negócio completo. Isso está extremamente conectado às abordagens inovadoras que apoiam nossos clientes para adaptar seus sistemas ferroviários de forma segura e eficiente" também esclarece Michael Thiel, CEO da Frauscher Sensor Technology. Pucher esclarece precisamente o conceito: Essencialmente, nós buscamos duas estratégias: por um lado, continuamos a desenvolver os produtos existentes com ideias que resultam da digitalização. E por outro, nós iniciamos coisas totalmente novas que somente são possíveis com a digitalização. Isso inclui, por exemplo, o uso de Distributed Acoustic Sensing no setor ferroviário. Isso nos permite solucionar mais facilmente os principais desafios enfrentados pelos operadores ferroviários. "O fluxo de visitantes da InnoTrans comprovou essa abordagem. "A demanda por dados precisos está aumentando, especialmente com o crescente uso de soluções digitais, como sistemas baseados em nuvem. Até hoje, os sensores no lado da via são a fonte mais confiável para isso. No entanto, muitos operadores acreditam na redução dos componentes no lado da via. Na InnoTrans 2018 nós pudemos apresentar muitas soluções, que atendem aos requisitos desse campo de tensão", esclarece Pucher. 

Dispositivos inteligentes na via

Um destaque, com a apresentação do líder de tecnologia em Berlim, foi o inovador SENSiS System em conjunto com o novo sensor: o SENSiS Detection Point SDP. Até mesmo o design do dispositivo e as braçadeiras dos trilhos correspondentes atraíram muitos visitantes. As características dos sistemas causaram reações surpreendentes. O sensor detecta o trem de forma confiável, e faz mais: Ele analisa os sinais do sensor da roda e os digitaliza. Além disso, ele reúne uma fileira de dados adicionais, como aceleração e temperatura. Eles também são avaliados no sensor, processados e disponibilizados como uma rede de informações úteis. 

Com esse conceito de sensor inovador, são cumpridos todos os requisitos de um sistema de número de eixo moderno e a completa eliminação de todo o sistema interno. Com um sistema de barramento, o SDP também é completamente conectado com o novo SENSiS Processing Unit SPU. O barramento possibilita a estabilização de uma arquitetura de anel em vez de um cabeamento em forma de estrela, e isso permite uma grande economia de custo. "Uma possibilidade particularmente promissora para o futuro é a possibilidade de enviar dados do sistema interno para o sensor. Como foi mostrado na InnoTrans, esse é o protótipo pronto. Agora, ele será desenvolvido com base nas primeiras instalações. Todas as inovações podem ser distribuídas facilmente no campo, com uma atualização de software dos sensores. Em 2019, nós implementaremos o primeiro projeto com esse sistema e executaremos o processo de autorização. Já existem muitas pesquisas concretas", resumiu Pucher no lançamento. 

Dica: Caso você não tenha tempo para se impressionar em Berlim, você pode fazer isso aqui.

O novo SENSiS Detection Point SDP

Uma visão geral de todos os trens atuais

Com os outros desenvolvimentos da Frauscher Tracking Solutions FTS, a empresa apresenta outros destaques. Para um melhor rastreamento dos trens, existe a precisão e confiabilidade da detecção do início ao fim do trem com foco na velocidade e sentido de deslocamento. Isso possibilita um cálculo exato e contínuo do tempo de chegada em um ponto específico. Diferentes aplicações, como informações de passageiros ou anúncios em plataformas também podem ser otimizadas. A Informação contínua sobre a posição do trem e os perfis de velocidade permitem um gerenciamento de operações mais eficiente. O modelo, ano de fabricação e fabricante dos veículos detectados na via não têm uma função. 

Via em tempo real na tela

Além disso, operadores ferroviários e empresas de serviços poderão usar, pela primeira vez, os FTS aprimorados como uma interface para exibir as condições da via e da infraestrutura em tempo real. Mudanças na condição de diversos componentes, como via, trilhos, limites, rodas e muitos outros, são detectadas e exibidas de forma clara em uma outra interface com o usuário. Além das possibilidades otimizadas de detecção de trens, essa solução atraiu muito interesse. 

"Em todo o mundo nós já possuímos cerca de 30 instalações em uso. São testadas várias aplicações, incluindo monitoramento de condições. Nós vemos um grande potencial neste campo", explica Pucher, sobre o novo desenvolvimento. "Então nós nos concentramos muito na otimização do sistema e conseguimos fazer um progresso impressionante. Em outros processos, nós queremos trabalhar em conjunto com os operadores, integradores de sistemas e parceiros. Conforme anunciado na InnoTrans, isso já está acontecendo com a Vossloh e a Siemens Mobility. Sua expertise na manutenção e nosso know-how na detecção de trens e diferentes eventos ao longo da via irão impulsionar rapidamente o desenvolvimento de estratégias de manutenção baseadas nas condições."

Mapas e gráficos geram informações para detectar defeitos.

Destacando-se na multidão

Com isso, a Frauscher causou uma grande agitação na InnoTrans 2018. E isso não é uma tarefa fácil, quando existem mais de 3.000 expositores. "Com nossos contadores de eixo e sensores de roda, somos líderes de mercado em todo o mundo. Para garantir esta posição, também queremos oferecer a melhor solução para todos os cenários no futuro. Disponibilidade, funcionalidade, qualidade, serviço e economia sempre serão nosso foco. Além disso, são criados constantemente novos requisitos, por exemplo, maior capacidade de rede e opções para adaptação flexível por meio de atualizações de software ou integração de sensores adicionais. Percebemos que nós, assim como toda a indústria, devemos aproveitar ao máximo o potencial da digitalização. Na InnoTrans 2018, mostramos como estamos fazendo isso: ao combinar características comprovadas e know-how fundamentado com novas possibilidades. E depois de muitas conversas que eu tive, inclusive na grande festa do estande da Frauscher na terça, tenho certeza: estamos no caminho certo!" assim ele resume a semana em Berlim. 

Compartilhe agora!
Artigos semelhantes

Artigos